segunda-feira, julho 10, 2006

DESPINDO A ALMA

Eu dispo a minha alma
À tua frente
Num jeito despudor
De entrega feito
Que despir a alma
É o meu jeito
De te mostrar e de pedir
Amor!
E dispo a alma
A alma somente
O corpo, é só um fato
Que vestimos
E quando amamos muito
Desistimos
De pensar nesse fato
Que esquecemos...
Apenas alma e lua
São divinas
Qualidades na mulher plena
E por isso
É que vale a pena
Despir a alma
E deixá-la nua
Aos raios de luar
E de verbena
E ao toque doutra alma
Como a tua!...

Maria Mamede

10 Comments:

Blogger alice said...

querida maria mamede,

vim cumprimentá-la por esta via

gostei muito de a conhecer e tenho saudades de vê-la em pessoa

oxalá haja uma oportunidade em breve

gostei de ler este seu blog

um grande beijinho

alice

9:08 da tarde  
Blogger pedro oliveira said...

Maria,

umas escrevem poemas
outros falam de futebol

gostei do «blog»
«linkei-a» aqui:
http://santamargarida.blogspot.com/2006/07/410-um-poema.html

10:44 da tarde  
Blogger alentejodive said...

Viva, Maria.

Venho agradecer e retribuir a sua passagem lá no nosso espaço ("Atribulações de um alentejano em directo") e dos comentários que nos deixou.

Saudações alentejanas.

6:00 da tarde  
Blogger Luís Monteiro da Cunha said...

Espelha-se a alma da mulher
no mar de lua radiosa
Quando chega o amanhecer
repara na flor mais formosa
que brotou do anoitecer

.../...

L. Monteiro Da Cunha


Um beijo pela tua limpida alma

Bom fim de semana amiga
Bjinhos
Luís

7:44 da manhã  
Blogger De Amor e de Terra said...

Olá Amigos,
Que bom ter a vossa visita!
Obrigada e sejam bem-vindos!!
Agradeço as vossas palavras carinhosas e saúdo-vos com um Até Breve, nas vossas casas ou na minha.

Um beijo da

Maria mamede

3:59 da tarde  
Anonymous Bárbara (bb) said...

Eu adoro a tua poesia, mas acho que neste superaste-te!
Sabes aqueles poemas que uma pessoa tem raiva de não sermos nós a escrevermos? Já vês o quanto gostei dele!
E ainda tive o prazer de te o ouvir dizer!
Simplesmente INCRÍVEL.
O silêncio que se fez depois de o leres prova isso mesmo.
Adoro-te muito!

5:26 da tarde  
Blogger Teresa David said...

Gostei bastante deste poema pq tei aquele tipo de linguagem forte que me agrada. Em tempos publiquei algo na mesma linha que se chava nudez panfletária, e como por esse altura me visitou talvez se lembre.
Um beijo grande
Teresa David

11:36 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

best regards, nice info
volkswagen beetle convertible Bath cam sex Voice over ip delay echo Valtrex 1g discount prices Angelfire com ns quote valtrex valtrex new dosage breast feeding

6:48 da tarde  
Blogger Paula Raposo said...

Como eu senti este poema! É isso mesmo. Beijos.

3:37 da tarde  
Anonymous sandra said...

Gostei muito deste blog...
Parabéns.

Sandra

3:37 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home