sexta-feira, janeiro 13, 2006

UMA HISTÓRIA VERDADEIRA...200 ANOS

Alguém, há muito tempo me disse a seguinte frase:-"Mesmo que eu possa viver 200 anos, meu amor por ti será igual..."

Não sei se foi, se é, sei somente que uma frase assim, faz bem ao ego, dependendo da boca que a profere e esta, foi proferida por uma, com palavras de prata!...

Por causa desse bem querer, escrevi o Soneto que se segue:


200 ANOS

"Mesmo que viva por 200 anos
meu Amor por ti será igual!..."
Não importa qual foi o final
Da nossa história, que desenganos

Sofremos; o primordial
Foi quanto nós tivemos
Os olhares e beijos que demos;
Isso é que foi o principal!...

Do resto, façamos tábua rasa;
Um golpe de vento, um bater d'asa
Riscando o azul da imensidão...

Guardemos o aroma inebriante
Do que foi nosso, breve instante
Em que apenas fomos coração!...


Maria Mamede

12 Comments:

Blogger ☆Fanny☆ said...

Quando se ama é assim...parece ficar igual? Eu não diria...talvez me atreva dizer que ele se mantém, mas com novas nuances, um amor mais maduro, mais compreensivo, mais amigo... mais sereno e não tão efusivo.
Quando se ama os aromas inebriantes sempre permanecem e sempre estarão no coração.

Um beijinho*

Fanny

3:14 da tarde  
Blogger AS said...

Que belo soneto! E tu sabes bem como eu adoro sonetos.... Perfeiro M. Mamede.

Um beijinho e bom fim de semana

8:51 da tarde  
Blogger AS said...

Ressalvo: Perfeito

8:51 da tarde  
Blogger amita said...

Cada estrada é feita de pequenos nadas... imensuráveis...
Só o saber-se é capaz de transformar gotas de água em doces e lindos sorrisos. É um encanto ler-te, minha querida amiga. Um bjinho e uma flor

6:33 da tarde  
Blogger wind said...

Tão belo este soneto de amor! Quem ama assim é uma dádiva dos deuses:) beijos

8:26 da tarde  
Anonymous lique said...

Maria, tenho andado completamente distraída e, apesar de ler os seus comentários, só agora me dei conta do seu blog.
E fez-me bem encontrar este espaço de paz e beleza. O soneto é lindo e mais ainda o sentimento que o motiva. Gostei muito, mesmo.
Beijos de domingo chuvoso.

3:56 da tarde  
Blogger De Amor e de Terra said...

Queridas Meninas, Fanny,Amita, Wind e Lique, que bom recebê-las neste meu jardim...
Obrigada pelos vossos comentários!
Voltem sempre que queiram, pois a cancelinha está aberta.
Ao meu Amigo Frog, para além do agradecimento, quero deixar dito que um ou uma Frog, se sente bem no jardim; por isso pode ficar o tempo que quiser.
A todas (os)
Beijos em forma de Flor...
Maria Mamede

9:03 da tarde  
Blogger Zé Carlos said...

Olá Maria, vc sabe como nos encantar com seu romantismo. Este soneto está divino e já estou pedindo licença para publicá-lo nos sites aqui do Brasil.... Um abraço forte deste amigo e fã incondicional, Zé Carlos

5:55 da tarde  
Blogger De Amor e de Terra said...

Meu querido Amigo Zé Carlos,
que bom ter vindo até aqui.
Pode levar esse e os que quiser.
O meu jardin está ao seu dispor e são também suas as flores (meus poemas).
Um beijo enooooorme desta Amiga
cheia de frio.
Maria mamede

6:10 da tarde  
Blogger ognid said...

Lindo soneto minha amiga :) bjs

10:10 da tarde  
Blogger De Amor e de Terra said...

Amigo Dionísio, obridada por mais este passeio que fez neste meu jardim.

Um abraço de aromas da
Maria Mamede

3:37 da tarde  
Anonymous Bárbara (bb) said...

Poemas de amor tocam-me particularmente.
Acho o amor um sentimento muito complexo e por isso mesmo difícil de transportar para as palavras, mas tu consegues fazê-lo de uma forma exímia, principalmente um amor mais forte que mexe muito com a alma e que escondemos como nos balança.
É bom ler poemas sobre esse amor...

11:59 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home