sábado, janeiro 26, 2008

S/TÍTULO - (In "Histórias de Amor")

Sê o meu perfume matinal!
Aceito acordar na tua cama
que a gente se ama
quando ama
aceita o impensável
doutro tempo;
sê tu o canto matutino
o melro do passal
onde menino
andaste aos ninhos
afinal
que tempo temos nós
amor
que passa
e deixando marca
deixa a graça
de nos fazer crianças
outra vez...
sê em mim gasalho
aconchego
doçura que me cinge
a que me apego
prá vida ter sabor
ter alegria...
sê pão
prá fome que padeço
eu serei a água
que te ofereço
no cálix da luz
de cada dia!...


Maria Mamede

59 Comments:

Blogger Suave Toque said...

A primeira a comentar?
Minha amiga borboletinha...fico feliz que tenha gostado do espaço que divido com alguns amigos...volte sempre, lá e em Suave Toque ou ficarei com ciumes. Brincadeira,é muito bem vinda.
"Um aconchego, um abraço quente, um amor para esperar."
Lindo como todas as suas Histórias de Amor...
Beijo suave.

11:38 da tarde  
Blogger Kalinka said...

Olá Maria Mamede, convido-a a ir ao blog da minha sobrinha, uma menina de 25 anos que aguarda um «transplante de coração».
É este o link:
http://pikenatonta.blogspot.com/

Desde Maio de 2007 que vivo em sobressalto com a situação grave dela. Deixo aqui um dos posts recentes que mais me incomodou:
2ª feira, princípio da semana. Muita gente de um lado para o outro, confusão total. De manhã tiveram outra vez receio de me acordar para o pequeno-almoço! Mas pronto, lá trouxeram: hoje foi os cereais com iogurte. Passei a manhã com sono, acabei por ficar sempre na cama. A Dra. Joana esteve cá e falámos um pouco. Também estive um pouco com o Dr. Rui Soares que me fez o favor de chamar uma assistente social a fim de eu começar a receber algum apoio económico, por pouco que seja.
Pela tarde comecei a passar mal, assim do nada. Sentia que tinha que fechar os olhos, pensei que ainda estaria com sono. Estava um pouco tonta e também irrequieta. Tentei deitar-me, mas qual quê... Comecei com falta de ar também, e sentia que o meu CDI estava a fazer qualquer coisa lá dentro... Só que foi mesmo muuuiiitto tempo e cada vez com mais força. Sentei-me na cama, já estava a ficar assustada... Mediram-me a tensão e estava 5 - 2 e a pulsação a 48... Foram logo chamar a médica e o meu médico também aqui esteve, explicaram-me que o CDI estava a fazer a função de pacemaker e estava a controlar o coração, para mantê-lo estável... Que era bom, estava a fazer a sua função... Mesmo assim puseram-me a oxigénio pois continuava com falta de ar... Deram-me também um comprimido que me ajudou imenso a recuperar... Caramba, que susto, estamos muito bem e de um momento para o outro tudo pode mudar...
E pronto, foi assim... Foi um dia diferente, pronto... Mas não quero apanhar muitos mais sustos não...

Um beijo da Amiga Kalinka.

4:52 da tarde  
Blogger Kalinka said...

Ela é uma «menina de ouro», sossegada, c/juízo, gosta muito de ler, pertence ao Bookcrossing, tem centenas de livros lidos, enfim, está a mostrar que é uma mulher cheia de coragem.
Sinto muito orgulho na minha «pikena».

4:54 da tarde  
Blogger TINTA PERMANENTE said...

É sempre um (renovado) prazer ler. Aqui. Talvez, pela época, agora as palavras tenham o som cristalino da água que escorre pelas veredas do monte...

abraço.

6:50 da tarde  
Blogger Belisa said...

Olá

Vim ler os teus poemas
Meu coração fica mais doce
Só tu consegues destas
como se de bálsamo fosse

Muitos beijos estrelados

12:10 da manhã  
Blogger Carminda Pinho said...

Poema tão doce...tão sereno...tão de encantar...

Beijinhos

4:30 da manhã  
Blogger Maria said...

Como eu te percebo, como as tuas palavras me vestem, tantas vezes....
... será da idade nossa, que já é/será outra...
Belíssimo poema de amor (menino), e que é tão bom...
Gosto muito do que escreves (acho que já te tinha dito).

Beijos, Maria Mamede

4:56 da tarde  
Blogger Gerlane said...

Ternamente belo! Um poema com expressão dos mais puros e singelos sentimentos!

Beijos!

5:23 da tarde  
Blogger Graça Pires said...

deixa a graça
de nos fazer crianças
outra vez...
É o amor!
Um beijo.

6:58 da tarde  
Blogger Bichodeconta said...

Magnifico poema..PARABÉNS , É SEMPRE MUUUUITO BOM PARAR AQUI E LER AS SUAS PALAVRAS, QUE FLUIEM COMO O VENTO...UM BEIJINHO, ELL

10:04 da tarde  
Blogger De Amor e de Terra said...

Borboletinha lilás, boa noite!
Apesar do tempo fugir, vou tentando, sempre que posso, visitar os Amigos e Amigas que por cá vou fazendo e me vão acompanhando nesta caminhada.
Beijos

Maria Mamede

8:33 da tarde  
Blogger De Amor e de Terra said...

Olá Kalinka, boa noite.
Espero que estejas bem.
Já fui ontem visitar a tua sobrinha e gostei muito do que vi.

Beijos para ti e para ela.

Maria Mamede

8:34 da tarde  
Blogger De Amor e de Terra said...

Boa noite Amigo Tinta Permanente;fico feliz com a sua visita, como sabe e agradeço as suas palavras.

Espero "vê-lo" mais vezes.
Boa semana!
Bj

Maria Mamede

8:36 da tarde  
Blogger De Amor e de Terra said...

Olá Belisa!

Quem dera eu fosse capaz
de ao mundo dar consolo
e fazer o que a Mãe faz
ao pegar no filho ao colo!...

Bj

Maria Mamede

9:01 da tarde  
Blogger De Amor e de Terra said...

Olá Carminda, boa noite!


Doçura tem quem me lê
E sente do mesmo jeito
no encanto que lá vê
o que sinto no meu peito!...

Bj

Maria Mamede

9:09 da tarde  
Blogger De Amor e de Terra said...

Minha querida Maria, obrigada pelas tuas palavras.

Que bom que sentes como eu...

Beijos

Maria Mamede

9:20 da tarde  
Blogger De Amor e de Terra said...

Olá Gerlane, boa noite!
que bom que gostas Amiga; é sempre muito bom encontrarmos almas gémeas.


Beijos

Maria Mamede

9:23 da tarde  
Blogger De Amor e de Terra said...

Boa noite Graça!
É amiga, o amor tem destas coisas.

Beijos

Maria Mamede

9:25 da tarde  
Blogger De Amor e de Terra said...

alegre qual abelha tonta
com as palavras que dizes
desejo ao bicho de conta
os dias muito felizes!...

9:30 da tarde  
Blogger RV said...

Bom dia

Que bela fragrância que nos desperta nesse acordar.

7:26 da manhã  
Blogger De Amor e de Terra said...

Olá rv. bom dia!
Obrigada pela visita; fico feliz que a fragrância seja do seu agrado.

Beijo


Maria Mamede

11:08 da manhã  
Blogger Victor Nogueira said...

Olá
Victor Nogueira disse...
Ts ts
Os ou as minhas escassas comentadoras brincam com o João Baptista, que tal como o verdadeiro pode ser que um dia destes perca literalmente a cabeça, não por encanto de Teresa, mas sim entregue numa bandeja a um qualquer Herodes por artes duma Salomé instigada pela sua mãe Herodias.
Saudações
Victor Manuel

1:15 da tarde  
Blogger a.filoxera said...

Que saudades eu tinha de composições como esta!
Continuas bem inspirada.
Beijos.

11:05 da tarde  
Blogger MADRUGADA... said...

O único sentido que me aproxima deste espaço...é o próprio espaço!

Sei que existe, e só não brindo por não ter "calix"...

Beijo terno.

4:14 da manhã  
Blogger O Profeta said...

Os pesares dividem as marés
A idade do ouro ainda tarda
Os anos passam como gotas varridas
Por um tempo que retrata o nada


Convido-te a saborear um absinto no meu espaço
pela Taça de Fino Ouro



Mágico beijo

10:39 da manhã  
Anonymous Suave Toque said...

Ainda que você tenha vários defeitos, cometa erros, Não há pessoas iguais a você no palco da vida.
Se você nao existisse, o universo não seria o mesmo.
Um dia você foi premiado pelo Autor da existência, Deus! Seu prêmio? O MILAGRE DA VIDA.
Um alegre e feliz final de semana.
Beijo de carinho.

9:18 da tarde  
Blogger leonor costa said...

Olá, Maria!

Só hoje passei pelo blog do Victor e li os comentários que, vindos duma poetisa como tu, muito me honram. Muito obrigada e continua a vir ao meu cantinho pois estarei à tua espera.
Lindo o teu poema. A parte final tocou meu coração de forma especial:
"sê pão
prá fome que padeço
eu serei a água
que te ofereço
no cálix da luz
de cada dia!..."

Um abraço grande e bom fim de semana.

HOJE E AMANHÃ

8:10 da manhã  
Blogger wind said...

Belo poema de amor:)
Beijos

11:42 da manhã  
Blogger Kalinka said...

Maria Mamede
Muito obrigado por ter ido visitar a minha «pikena».

Convido-a a ler sobre a minha terra:
...Aproximei-me do stand de Moçambique, não conhecendo ninguém embora estivesse imensa gente, a minha atenção foi dirigida para a parte musical, vi estes
«batuqueiros» dando música ao povo e ali fiquei impregnada dos sons da minha terra.

A música jovem de Moçambique contém vários estilos musicais, dentre os quais Marrabenta, Hip-Hop, Passada, R&B e Dzukuta.
Há uma que me acompanha sempre: Orchestre Marrabenta - Elisa Gomara Saia
Na origem, a marrabenta é tocada em acústica por um cantor masculino acompanhado por um coro de mulheres. Hoje em dia instrumentos modernos foram introduzidos. Ao longo dos anos, a marrabenta tornou-se um símbolo cultural nacional e uma referência forte.

Bom fim de semana de Carnaval.
Abraços envoltos em serpentinas.

9:37 da tarde  
Blogger Meg said...

Maria, este é um dia em que me faltam as palavras para comentar mais este poema em que encontro uma parte de mim... em que me apetece sentir-me nelas.

Um beijo

5:20 da tarde  
Blogger eremita said...

um afago, uma doçura passar aqui e ler sua poesia.
Bem haja.
Fraterno abraço

12:35 da manhã  
Blogger eremita said...

Cheguei aqui com alguma orientação, mas creio que sempre cá chegaria. Há tempos conheci a TMara em casa de uns amigos, no Gerês e ao falarmos de blogues, de poesia e poetas falou-me de si e dos seus blogs.
E tudo o que ela me disse confere. Sorte a minha.
Agora deverá passar no Eremitério pois tem lá uma coisa que lhe pertence e da qual sou fiel depositário.
Fraterno abraço

2:41 da tarde  
Anonymous estrelanomar said...

Olá:)

Passei só para dizer " Oi! tudo bem?"

Beijos de mar

11:36 da tarde  
Blogger Lufos said...

Olá amiga M.M.

Adorei seu texto, aliás, como sempre gosto de todas aas suas criações.

Tenha um ótimo dia...

Um Grande Abraço....

www.palavras-de-amor.blogspot.com

3:40 da tarde  
Blogger Suave Toque said...

Por onde anda minha amiguinha?
"Traduzir alguém em palavras...descrever alguém em um sorriso...em um suave toque de lembrança...no brilho de um olhar...
Juntar as palavras e escrever a vida, é a necessidade que há em mim."
Um amigo...por vezes fica para sempre na memória, pelo simples fato de ter dito uma palavra de conforto, uma esperança.

Um excêlente final de semana e um grande beijo de carinho.

10:31 da manhã  
Blogger Bichodeconta said...

Chegar aqui é sempre muito bom, fico enternecida a ler os seus poemas.. Deixo um abraço..

7:21 da tarde  
Blogger Pepe Luigi said...

Tão ao jeito de quem sente a poesia em cânticos de amor e palavras de paixão.

Beijos

10:08 da tarde  
Blogger sol. o brilho da alma said...

Olá estive de visita ao seu blog, que adorei.
Achei curioso por ser da Maia. Eu também moro na Maia.
Acho sua escrita muito interessante.
Adorei mesmo.
Beijo e bom fim de semana.

12:00 da tarde  
Anonymous Suave Toque said...

Olá, pela forma que escreves, com sentimento e alma, julguei que seu espaço seja merecedor de ser Premiado e Destacado. Recebi um prêmio e o aceitei com muito carinho, e venho oferecê-lo a você.
Se o aceitar, deverá ir "recebe-lo" no Suave Toque, e posteriormente oferece-lo a cinco blogues que entendas serem merecedores.
Parabéns.
Um grance abraço.

12:02 da tarde  
Blogger TINTA PERMANENTE said...

Vim apenas num sursssurro...

abraços!

7:15 da tarde  
Blogger Meg said...

São sempre apaziguadores os momentos que passo aqui, lendo e relendo as tuas palavras.
E dou comigo fora de mim, como uma criança...brincando.

Beijos, Maria Mamede

5:34 da tarde  
Blogger Templo do Giraldo said...

Passei aqui so para agradecer o comment que fizes-te no meu blog a algum tempo. Já vi que temos aqui uma grande poeta. Continua assim e vai em frente. Saudações do templo.

7:00 da tarde  
Blogger Suave Toque said...

Por onde anda minha amiga borboletinha?
Espero que esteja bem.
Beijo de carinho

8:06 da tarde  
Blogger O Profeta said...

É na baía que o mar
Adormece em maresia
Acalma a sua fúria
Em sal de nostalgia


Boa semana


Doce beijo

10:42 da manhã  
Blogger Belisa said...

Olá

Passei para vê-la, ler e deixar
Muitos beijos estrelados

10:34 da tarde  
Blogger Lufos said...

Ei MM, quando vai atualizar eim? Quero ler mais coisas belas, hehehehehe....

Beijo e ve se passa pra me visitar eim

www.palavras-de-amor.blogspot.com

12:49 da tarde  
Blogger margusta said...

Querida Poeta,
...passei para beber um pouco da sua poesia, pois é sempre um alimento para a alma!

Um beijinho meu para si Maria Mamede!

6:17 da tarde  
Blogger Suave Toque said...

"Desejo de bem amar,
Desejo de ser feliz,
Desejo de bem querer,
Desejo de bem viver...
Com o perfume da flor, e a delicadeza de um beija-flor venho até você desejar um feliz final de semana.

Um grande beijo de carinho.

12:27 da tarde  
Blogger Rosa Brava said...

A sensibilidade da tua poesia, que me apaixona...

Espero que não te importes que tenha levado "emprestado" um poema teu.

Um abraço carinhoso a bom fim de semana ;)

10:20 da manhã  
Blogger Vera said...

Olá Maria. Já conheço um pouco da tua poesia e hoje resolvi deixar comentário, porque acabei de ler um belíssimo poema teu no blog da Rosa Brava.
Parabéns pelo maravilhoso dom!

Beijo

10:37 da tarde  
Blogger Waipu Carolina said...

Hola amiga,
Pasa por waipueduca a recoger tu premio!
Un besito

9:16 da manhã  
Blogger Bichodeconta said...

Que é feita de si Maria?Sinto a falta de a ler, nos poemas e nas prosas.. Deixo um beijinho e o desejo de que esteja tudo bem...

1:34 da tarde  
Blogger Meg said...

Porque será que começa a insinuar-se sorrateira uma certa inquietação?

Mas está tudo bem, claro!

Um beijinho

9:19 da tarde  
Blogger leonor costa said...

Um beijo!



HOJE E AMANHÃ

4:53 da tarde  
Blogger Fagner Costa said...

simplesmente, sem palavras...

5:03 da manhã  
Blogger Suave Toque said...

"Ao longo da formação da personalidade nos tornamos seres que pensam e que podem mudar a nosso história,privilégio indizível da espécie humana. Somos uma espécie inteligente num universo desconhecido. Só nao se encanta com a vida quem está sufocado por preocupações, atolado com suas atividades e não consegue ver além da cortina das suas dificuldades."
Augusto Cury.

Desejo a ti um feliz final de semana.
Beijo de carinho.

12:37 da tarde  
Blogger Sophiamar said...

Maria Mamede

Fazes-nos falta por aqui. Eu sei que andas muito ocupada mas deixa-nos mais um desses fabulosos poemas que saem do teu coração.

Este é lindíssimo. Mas são todos.

Beijinhossssssss

11:28 da tarde  
Blogger Maria Faia said...

Querida Amiga,

Cantar o Amor como tu fazes é um dom que poucos têm.
Adorei.

Deixo-te um beijo amigo, com votos de um fim de semana feliz,

Maria Faia

12:40 da tarde  
Blogger Bichodeconta said...

Passo, releio e fico preocupada se alguma coisa de mal aconteceu.. Gosto tanto de a ler, preguicite? ou outros afazeres que não lhe permitem presentearnos com coisas novas?Deixo um beijinho deixo também a certeza de voltar..

12:26 da manhã  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home