domingo, julho 03, 2011

In "A CASA SILENTE"

Eu acredito
que há mortes de diferentes cores
para cada ser.
Pode ser tolice
mas quanto a mim
há-as de todas as cores
do arco íris
e depois delas
de muitas combinações
diversas.
A minha
a minha é AZUL!
Azul, como o meu nome…
e sei bem que foi
por causa disso
que começaste a gostar de mim.
Gostas de olhos azuis
dos azuis do firmamento
e enamoraste-te do Pássaro Azul
de que um dia te falei.
Depois, só depois
é que aprendeste a amar-me!
Mas, voltando ao início
acredito , sinceramente
que a morte tem cores diferentes
para os diferentes seres…
é claro que não sei
a quem compete a escolha
no entanto, a minha
fui eu que escolhi
e é AZUL…
perguntarão :-“Porquê?!”
Simplesmente
porque para mim
tudo que é belo na vida
tem essa cor
mesmo que a coloração
seja outra…
a alegria – é Azul
o ser que eu amo – é Azul
tudo que é bom­ - é Azul
e são também azuis
os pássaros
as flores
a vida
e a luz que de ti
se desprende
todas as vezes que
chegas
trazendo contigo
o sol
e uma garça
pousada no ombro!...


Maria Mamede

5 Comments:

Blogger Maria said...

Belíssimo!
O amor é também azul!

Beijo, Maria M.

7:26 da tarde  
Blogger Dark angel said...

Eu sou um anjo... negro. Mereço o exílio do teu espaço? :(
Se servir de abono a meu favor, sou portista :) e a minha cor favorita também é azul...
Percebo-te quando dizes que escrever poesia te é parte, como eu também sinto o mesmo, não em relação à poesia, mas à escrita em si. Sou as palavras.
Temos isto em comum :)

Beijinhos*

6:35 da tarde  
Blogger Aquarela said...

Que belo poema Azul... amiga, desculpe a minha ausencia, não me esqueci... mas enquanto não consigo definir a cor que me define e que definirá assim a minha morte... talvez não consiga dar cor á vida que o relogio teima em acelerar... no entanto amei este seu poema... e ele me ensinou a amar também a energia que vem da cor AZUL.

Beijinhos

mudei de email: anahomemalbergaria@hotmail.com
como fiquei sem o seu envie-me algo para este para eu ficar com o contacto novamente, por favor.
Beijinhos

11:33 da tarde  
Blogger Graça Pires said...

Quem tem no olhar um pássaro azul voa sempre pelo céu e sobre o mar.
Gistei muito do poema...
Um beijo.

1:02 da tarde  
Blogger elvira carvalho said...

Um belíssimo poema. Para mim também é Azul tudo o que é belo. E não é porque sou portista não. E que realmente o Céu e o mar são azuis, e desde menina sempre achei que não havia beleza maior do que essa. Depois fui crescendo e fui achando outros encantos sempre no mesmo tom.
Um abraço e uma boa semana

12:45 da manhã  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home