domingo, março 05, 2006

QUATRO

A quatro mãos se dedilham
Os corpos que mais amamos
E quatro lábios perfilham
Sensações, em que nos damos...

A quatro mãos se faz versos
A quatro braços se abraça;
Com alguns sonhos dispersos
Formamos graça ou desgraça...

Com quatro mãos em carícias
Expiramos nas delícias
Ressuscitando no encanto;

A quatro mãos despedimos
Os braços em que medimos
Toda a distância do pranto|...


MARIA MAMEDE

6 Comments:

Blogger Poesia Portuguesa said...

Simplesmente Lindo!

"...A quatro mãos se faz versos
A quatro braços se abraça;
Com alguns sonhos dispersos
Formamos graça ou desgraça..."

Grata pela partilha (ainda não foi desta vez que tive forças para ir à Noite de Poesia... )

Um abraço carinhoso ;)

12:08 da manhã  
Blogger lique said...

A quatro mãos se faz uma sinfonia de sons e de palavras! :)
Beijos, Maria.

4:22 da tarde  
Blogger AS said...

A quatro mãos se fazem versos com o teu talento!...

Beijinhos

3:57 da tarde  
Blogger wind said...

Muito ritmo neste poema, ao lê-lo senti que devia ser musicado:) beijos

6:04 da tarde  
Anonymous Bárbara (bb) said...

Minha queria Maria Mamede...
És uma pessoa muito especial.
Andava aqui a "passear" pela net e resolvi procurar coisas sobre ti e descobri o teu blog.
A minha alma agradece o facto de o ter descoberto. Os teus poemas são fantásticos, libertadores pois transportam para as palavras sentimentos!
Obrigada por tudo e nunca mais me vou esquecer das tuas palavras no dia em que nos conhecemos.
Gosto muito, muito, de ti!
Beijocas Gordas!

1:46 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

That's a great story. Waiting for more. At home answering service jobs Dr. laura morlock & medical malpractice &aposbuy 177 children &apos &apossearch protonix http://www.gene27s-trout-fishing-resort.info/valium-forum-snorting.html Free dallas cowboys football wav files Vinyl decal cutters plotters

8:05 da manhã  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home