quinta-feira, março 16, 2006

SAUDADES

Falo-te de saudades
Meu amor!
E vê
Na tristeza do acto
A saudade pairando
Ave de rapina
Sobre o coração ferido...
Falo-te de saudades
Meu amor!
Das longas noites
Sem o teu corpo
E dos longuíssimos dias
Sem o sol da tua voz
A brisa do teu beijo
O pão do teu abraço
A água dos teus olhos;
Feitas de fome e de sede
São as saudades
Que crescendo em mim
Me matam à míngua
Pela vida sem ti!...

Maria Mamede

15 Comments:

Anonymous Emília said...

Oi, Maria, girei a "chave da poesia" e entrei neste cantinho lindo. Encontrei você desenhando e vivendo a mais linda "Saudade"
Adorei!!!!

12:27 da manhã  
Blogger wind said...

Até num poema de saudade, as palavras são bonitas:) beijos

11:42 da manhã  
Blogger Maria Costa said...

Gostei de ler.

Beijinhos.

12:22 da tarde  
Blogger AmigaTeatro said...

Saudade, saudade...

:))

12:05 da manhã  
Blogger amita said...

O Amor tudo movimenta...o brilho do fogo, a brisa suave, o grito do vento, o murmúrio do mar...e se abre pelas finas areias da praia, em cada laço de luar, pelas pedras do caminho espalham a ternura de um sorriso.
Uma bjoka grande minha amiga e uma flor

1:48 da tarde  
Blogger Poesia Portuguesa said...

... e eu venho deixar um abraço à Poeta, neste dia dedicado há Poesia...

Abraço carinhoso, Poeta que falas de Saudade...

6:55 da tarde  
Blogger lique said...

Um beijo para ti, amiga, neste Dia da poesia, ainda que por aqui da poesia sejam todos os dias. :)
Beijinhos

10:24 da tarde  
Blogger AS said...

A saudade dita através dos teus poemas, até parece que dói muito mais....

Um beijinho grande

12:42 da tarde  
Blogger Lmatta said...

OLá
Maria Mamede
Gosto muito dos teus poemas
beijocas

4:41 da tarde  
Blogger De Amor e de Terra said...

Queridas Amigas e Amigos,
Agradeço o vosso passeio por este meu jardim sem muros...
Deixo-vos um beijo e um girassol.

Maria Mamede

4:47 da tarde  
Anonymous candida said...

eh, toda a gente sabe quem é menos eu. depois sou eu a cega. prova-cega de poesia eheheh

2:15 da manhã  
Blogger jorgesteves said...

Há por aqui laivos de Espanca, na cor violácea dos afectos e na sonoridade das palavras!
Gostei!
jorgesteves
http://www.contextualidades.blogspot.com/

9:52 da manhã  
Blogger Isa&Luis said...

olá Maria, entrei no teu jardim,e adorei o que li uma torrente de sentimentos. Saudade que doi lentamente, deixo-te um poema meu

Nesta madrugada avessa
os meus soluços vagam em insónias
dum cansaço amarrotado
pela intensidade do teu silêncio.


são saudades em pétalas retocadas
de uma beleza indefinida.

O teu silêncio comprime a minha alma
adormeço na inquietação dum grito surdo
amar a vida sonhada e não realizada
desafios da vida... momentos de solidão.
minha mão pára e não consigo finalizar
a sinfonia da saudade.

beijinhos

Isa

6:42 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Very cool design! Useful information. Go on!
laser tattoo removal golf vacation james bookies lastest sport actions peugeot forum quality discount vitamins bestbuy online flash cards medication lipitor provigil multiple sclerosis

11:18 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Where did you find it? Interesting read » »

4:26 da manhã  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home