sexta-feira, agosto 03, 2007

RIOS

Rio de paixão que cavas fundo
os sulcos da vida que abracei
não sei se ganho ou perco o mundo
se o tenho, se o perdi, também não sei...

rio de amor que manso chegas
e os passos imprimes no caminho
que alegrias me dás, que dores me negas
como preenches as faltas de carinho?!

Rio da paz intemporal, discreta
trazendo mágoa e solidão d'asceta
se vens no pôr do sol antes do fim

que procuras na minh'alma inquieta?
foi curvo meu caminho, agora em recta
que rubras emoções buscas em mim?!...


Maria Mamede

34 Comments:

Blogger Victor Nogueira said...

Olá
Admiro quem todos os dias escreve poesia. Não, não me refiro a prosa poética.
Passei por aqui para deixar um aceno, apenas.
Abraço
Victor Manuel

10:26 da manhã  
Blogger Waipu Carolina said...

Siempre nos deleitas con tus poesías, en medio de tantos probelmas es bello la dulzura de esas palabras.
me puedes dar tu email?? para escribirte
Gracias.
un beso

11:22 da manhã  
Blogger Menina_marota said...

E este rio transbordante de sensibilidade e afectos, maravilhoso!

Um abraço muito carinhoso e bom fim de semana ;)))

12:03 da tarde  
Blogger Kalinka said...

Muito obrigado pela partilha. Adoro a sua poesia.

Pelos meus lados, irei começar uma foto-reportagem das minhas férias no Canadá. Cheguei dia 1 de Agosto...ainda estou cansada, em fase de recuperação...logo que possa darei início às revelações.

No Verão de 1907 acampou em Brownsea um grupo de rapazes e viveram uma inesquecível aventura.
AH...já descobriu agora, porque existe em mim, este ESPÍRITO AVENTUREIRO...???

Beijokas.

BOAS FÉRIAS.

2:37 da tarde  
Blogger De Amor e de Terra said...

Olá Victor, boa tarde!
Obrigada pela sua visita e pelo seu aceno, que retribuo com um Abraço de todas as cores.

Maria Mamede

4:21 da tarde  
Blogger De Amor e de Terra said...

Hola Carolina; buenas tardes y bien venida Amiga.
Gracias de tu visita y tus palabras.

maria.mamede@sapo.pt

Besos y hasta pronto

Maria Mamede

4:23 da tarde  
Blogger De Amor e de Terra said...

Olá minha Menina tão marota, boa tarde!
Estes meus rios, sempre transbordam, seja inverno ou verão...tu sabes!
Uma vezes transborda a tristeza, outras alegrias várias, outras ainda, embora mais raras, felicidade.
Tudo me tem feito escrever e por isso agradeço ao Deus em que acredito e aos meus Amores que o geram!
Beijos e votos de bom fim de semana.
Maria Mamede

4:33 da tarde  
Blogger De Amor e de Terra said...

Olá Kalinka, boa tarde!
Obrigada pela sua visita e pelas suas palavras.
Sempre que queira, fica a cancelinha aberta à sua espera.

Um beijo da

Maria Mamede

4:35 da tarde  
Blogger a.filoxera said...

Fabuloso! Tanta inspiração. E só saem coisas lindas...
"Como preenches as faltas de carinho?!"- em cheio!

12:09 da manhã  
Blogger Maria said...

Gostei dos teus rios....
E este é uma maré cheia de sensibilidade....

Beijo

5:31 da manhã  
Blogger De Amor e de Terra said...

Olá A. Filoxera, bom dia Amiga e seja bem vinda!
A pergunta, fica tantas vezes sem resposta...e quando essa existe é tão esporádica na vida da gente!
É claro que não fujo ao título da exigência, mas sabe tão bem ter mimos...

Beijos e bo fim de semana.

Maria Mamede

10:46 da manhã  
Blogger De Amor e de Terra said...

Os meus rios Maria; fica sempre tanto por dizer!!!
Obrigada Amiga pela visita e pelas palavras.

Um beijo e bom fim de semana.

Maria Mamede

10:47 da manhã  
Blogger bettips said...

Passa-se, mesmo passando...tempo, e reconhece-se a poesia de mulher. Divina porque sentida. Deixo-te um beijinho, entre a Terra e o Carinho.

4:10 da tarde  
Blogger Sophiamar said...

Os rios do teu coração estão cheios de afecto. Tão bom ler-te!Obrigada, poeta!
Beijinhos

5:13 da tarde  
Blogger TMara said...

belo poema e reflexão. Mas um verso me intriga - recta?
Vou ficar com ele a germinar hipóteses, k tmb é para isso k a poesia serve.
P/ nos inquietar e fazer caminhar.
Bjs. Luz e paz ao teu redor.

6:32 da tarde  
Blogger De Amor e de Terra said...

Olá Bettips, boa tarde e Obrigada pela passagem e pelas palavras.

Abraço com votos de bom fim de semana.

Maria Mamede

7:45 da tarde  
Blogger De Amor e de Terra said...

Boa Tarde Isabel!
Que bom ver-te por cá Amiga.
Como sempre a beleza das tuas palavras a alegrar o meu coração.

Beijos e bom fim de semana.

Maria Mamede

7:46 da tarde  
Blogger De Amor e de Terra said...

Olá minha Menina Conceição.
Obrigada por apareceres e pelo comentário.
...recta sim! a partir de certa altura, não só pela idade, como também pelo já vivido e ainda e prncipalmente pelas escolhas, (algumas delas de importância capital), pode dizer-se isso, pelo menos no meu entender e no que me diz respeito.

Beijos e bom fim de semana

Maria Mamede

7:50 da tarde  
Blogger Menina_marota said...

Já lá está a resposta ao teu desafio.
Vai ver aqui:

http://www.mgrande.com/weblog/index.php/eternamentemenina/

Um abraço carinhoso e bom fim de semana ;))

10:52 da tarde  
Blogger lena said...

minha querida e doce Poeta

hoje apeteceu-me escrever, tenho acompanhado a tua poesia no meu silêncio, senti-la e sentir-te em cada momento, como se a estivesses a dizer

não sou de rios, sou de mares, mas aqui onde estou o rio misturado com o mar a ria parecer a Veneza de Portugal

um belo soneto doce Maria Mamede

um soneto sereno, tranquilo, como o rio. uma ligação de amor ao teu rio. um rio onde se sente os afectos

sabe bem ler-te

virei sempre ler-te, mesmo nos meus silêncios, não estou ausente

para ti doce poeta estou sempre presente, encantas a minha alma

o meu abraço carinhoso, a minha ternura

e deixo-te um beijo

lena

11:15 da tarde  
Blogger De Amor e de Terra said...

Olá Otília, bom dia! Obrigada por teres vindo Amiga e muito obrigada por teres aceite o meu convite.
Já fui ver e deixar a minha mensagem.
Obrigada pelas tuas palavras.
Tem um bom Domingo!
Beijos da

Maria Mamede

8:56 da manhã  
Blogger De Amor e de Terra said...

Olá minha querida Lena, bom dia!
Espero que tudo caminhe bem!!
Obrigada pelas tuas palavras sempre gentis e amigas.
É tão bom saber que gostam de verdade, daquilo que escrevemos!!!

Um beijo enooooooorrrrme minha querida e votos de BOM DOMINGO, para ti e para os teus.

Maria Mamede

8:58 da manhã  
Blogger amigona avó e a neta princesa said...

Obrigada por mais esta partilha...obrigada pela beleza...

11:29 da tarde  
Blogger De Amor e de Terra said...

Olá Avó Amigo, boa tarde!
Obrigada por ter vindo; agradeço também as suas amáveis palavras.

Abraço da

Maria Mamede

2:31 da tarde  
Blogger Bichodeconta said...

Não conheço o seu rio, mas gostaria eu de escrever assim, com esse encanto ao rio que corre no meu coração! O tejo, é uma paixão muito séria na minha vida. Já lhe escrevi algumas palavras, mas ficaria até envergonhada se o tejo as lesse.. Lindo este , todos os seus poemas Maria..E que dizer desta inesgotável fonte de inspiração... Parabéns mesmo amiga.. Um abraço, Ell

9:15 da tarde  
Blogger Victor Nogueira said...

Bem, como não tens mail tenho de deixar o recado. No «Ao (es)correr da Pena e do Olhar» há dois post para ti.
É fácil tu descobri-los.
Bjo VM

10:39 da tarde  
Blogger De Amor e de Terra said...

Olá Ell, boa noite. Obrigada pela visita.
Rios, Amiga, tenho muitos cá dentro, mas na verdade o que mais
sinto como meu e deixa dentro de mim um pózinho dourado a adoçar momentos amargos, é o DOURO... que quem é rico é assim; dá-se ao luxo de ter Aldeia, Cidade, Rio e muito mais coisas ainda!...
Mas como o coração é orgão de tamanho a perder de vista, cabe cá tudo, tudinho e o que mais se for
guardando!
Beijo Amiga, para si e para o seu Tejo.

Maria Mamede

12:08 da manhã  
Blogger De Amor e de Terra said...

Tenho de confessar Victor que sou uma "analfabeta " nisto da informática... como decerto já te apercebeste.
Por tal motivo, também não soube como visualizar o teu e- mail.
O agradecimento que deixei no "Ao (es)correr da pena e do olhar", merece uma retribuição mais condigna, que te quero fazer chegar à mão, directamente.
Se acaso quiseres, assim farei.
OBRIGADA uma vez mais.
Abraço de todas as cores.

Maria Mamede

12:13 da manhã  
Blogger a.filoxera said...

Andei a escavar o amor e a terra de outros tempos (Out. 2005) e deixei lá um comentário. Como já tinha deixado no outro blog...
Aguardo email.
Beijos.

12:32 da manhã  
Blogger Victor Nogueira said...

Viva
Como não tens endereço aqui no blog e não me lembro de me teres escrito, podes fazê-lo através dos endereços que tenho em qualquer dos meus blogs ou no Perfil.
O teu comentário sobre o Torga teve resposta minha, que encontras no Ao (es)correr da pena e do Olhar.
Bjo
VM

11:23 da manhã  
Blogger Waipu Carolina said...

Hola María,
ya escribí tu meme sobre libros, ahora tenemos un apartado nuevo sobre libros WAIPULECTURA

Deberes hecho!! jaaaa


Que tal estás? un beso

7:52 da tarde  
Blogger TINTA PERMANENTE said...

É verdade que o rio é a fonte onde a terra sacia a sede?...
Bonito, o poema!
Abraço.

5:12 da tarde  
Blogger De Amor e de Terra said...

Olá Meu Amigo T.P., boa noite!
Só agora vi o seu comentário, perdoe!
Quanto à sua pergunta...

Nem sempre, Amigo, nem sempre;
A Terra, pelo menos alguma( por exemplo, esta de que somos feitos, é ou não saciada, dependendo dos rios que a cruzam...
E ele há tanto rio!...

Abraço

Maria Mamede

11:04 da tarde  
Blogger I LOVE YOU said...

視訊做愛,免費視訊,伊莉討論區,sogo論壇,台灣論壇,plus論壇,維克斯論壇,情色論壇,性感影片,正妹,走光,色遊戲,情色自拍,kk俱樂部,好玩遊戲,免費遊戲,貼圖區,好玩遊戲區,中部人聊天室,情色視訊聊天室,聊天室ut,成人遊戲,免費成人影片,成人光碟,情色遊戲,情色a片,情色網,性愛自拍,美女寫真,亂倫,戀愛ING,免費視訊聊天,視訊聊天,成人短片,美女交友,美女遊戲,18禁,三級片,自拍,後宮電影院,85cc,免費影片,線上遊戲,色情遊戲,日本a片,美女,成人圖片區,avdvd,色情遊戲,情色貼圖,女優,偷拍,情色視訊,愛情小說,85cc成人片,成人貼圖站,成人論壇,080聊天室,色情

12:43 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home