domingo, abril 12, 2009

ADÁGIO MEU...

Adágio meu, nos olhos e na alma
do coração nem falo, que a ternura
está pintada nesta tarde calma
que morre, como expira a criatura

neste leito de água que apodrece...

Adágio meu, o oboé que chora
por cima das águas da lagoa
é rouxinol cantando e leva embora
um adágio de amor que me atordoa

e é corda do meu ser, que estremece...

Adágio meu, tão meu e tão perfeito
escrito para mim que o amo tanto
por isso me pertence por direito
e ao escutá-lo, me desfaço em pranto;

Veneza é o Amor que se não esquece!...


Maria Mamede

21 Comments:

Blogger Sofá Amarelo said...

Olá, um bom dia de Páscoa!

Muitos beijinhos!!!

11:44 da manhã  
Blogger Paula Raposo said...

Um belíssimo adágio teu! Beijos.

3:44 da tarde  
Blogger MARCOS LEITE(POETA D'ALMA) said...

essas palavras fora um misterio pra mim,mas sei que o tema central é o maor,esse sentimento belo,o mais intimo da nossa alma.

tenha uma feliz pascoa!

espero sua visita!

http://marcosleitte.blogspot.com

6:16 da tarde  
Blogger Maria said...

Tão lindo, Maria!
De uma sensibilidade e ternura que não esquece... como o Amor.

Um beijo grande, Maria Mamede
(e obrigada por tão belo adágio)

6:22 da tarde  
Blogger MARCOS LEITE(POETA D'ALMA) said...

obrigado pela visita,volte sempre!


tenha uma linda pascoa!

8:43 da tarde  
Blogger Patrícia said...

Muito bonito, Maria. Gostei muito, como sempre que venho aqui.

Beijinhos Maria=)
Patrícia

P.S : Espero que a Páscoa tenha sido boa.

10:37 da manhã  
Blogger Graça Pires said...

Muito belo este adágio. Estou a gostar imenso deste estilo de escrita. Já tinha dito, não tinha?
Beijos.

1:08 da tarde  
Blogger Meg said...

Maria Mamede,

Ese é mais um dos teus belos poemas... escritos com a alma na palma da mão... com o coração em alvoroço.

Muito belos, os momentos que passo aqui pelo teu jardim de palavras.

Um beijo de admiração

7:08 da tarde  
Blogger Maria Faia said...

Á minha querida Amiga de Amor e de Terra pelo que passe pelo Querubim e traga para sua casa o Ikebana de que mais gostar (ou todos se quiser...).

Beijo com muito carinho e amizade,
Maria Faia

7:34 da tarde  
Blogger contracena said...

A Maria Mamede escreve com ALMA!
Felizes os que possuem um "adágio" de um amor grande..., enorme!

Beijinho.
Fátima.

9:15 da tarde  
Blogger Belisa said...

OLá

Venho novamente visitar
o seu cantinho de poemas
são sempre de encantar
as suas palavras amenas...

Muitos beijinhos estrelados

11:10 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Lindo e bem construído.

Nelson Ferraz

11:48 da tarde  
Blogger Arménia Baptista said...

Belo e transparente...:)
bjs

4:26 da tarde  
Blogger José Rui Fernandes said...

Este comentário foi removido pelo autor.

1:05 da manhã  
Blogger José Rui Fernandes said...

Este comentário foi removido pelo autor.

1:12 da manhã  
Blogger José Rui Fernandes said...

Adagio
Oboé
Veneza

Estes elementos trouxeram à minha memória o Adagio,do Concerto em Ré menor para Oboé, de Albinoni (1671–1751).
Para acompanhar este belo poema recomendo a sua audição AQUI

1:14 da manhã  
Blogger Ana said...

Adágio de palavras, tão perfeito e tão teu. Excelente forma de cantar o Amor que se não esquece.
Tão belo, Maria!
Um beijo grande.

2:00 da manhã  
Blogger Nilson Barcelli said...

Um belo adágio.
O teu poema é excelente. Parabéns.
Bom resto de semana,
Beijos.

5:59 da tarde  
Blogger contracena said...

Maria Mamede, a Senhora é uma doçura e eu ficaria muito contente se trouxesse a rosa para aqui. Não precisa escrever quem lha "deu" - não ando aqui pelos comentários. São poucas as pessoas que me comentam e vice-versa. Poucas, mas com as quais simpatizo muito, mesmo sem as conhecer.
Peça ajuda a alguém que saiba como trazer a rosa.

Um beijo.
Fátima.

12:04 da manhã  
Blogger Maria Faia said...

Minha Linda Amiga,

Sob a poesia e o encanto Veneziano, passo para te desejar um excelente fim de semana.

Beijo amigo,
Maria Faia

2:17 da manhã  
Blogger blokodenotasefotos said...

Li o seu cantar doloroso, lembrando Bernardim Ribeiro ou a mais próxima Rosália de Castro. Pronta a voar?

5:55 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home