terça-feira, julho 07, 2009

S/Título

Vou-te escrevendo um livro
verso a verso
e só tu serás capaz
de o entender
livro
sonho controverso
naqueles que temos
a haver...
vou-te escrevendo um livro
letra a letra
vogais e consoantes
da memória
contando, dia a dia
nossa estória
nas vidas que temos
por viver!...


Maria Mamede

17 Comments:

Blogger Paula Raposo said...

Muito simples e muito bonito, Maria. Beijinhos.

7:35 da tarde  
Blogger Serenidade said...

... e as que já vivemos são imensas....filmes... alguns até de ficção....
Obrigada por tudo:)
Serenos sorrisos

8:45 da tarde  
Blogger Maria said...

Gosto deste teu livro, feito letra a letra marcada no sangue...

Um beijinho, Maria

10:50 da tarde  
Blogger O Profeta said...

Haverá?! Há sempre uma deusa perdida
Nos labirintos da contradição
Há sempre alguém que usa a palavra amor
Soprando doce veneno ao coração
Há sempre alguém que nos diz coisas tontas
Há sempre alguém que afugenta a Saudade
Há sempre alguém que nos marca a ferro frio
Há sempre uma alma ausente da verdade

Boa semana


Doce beijo

4:24 da tarde  
Blogger ~*Rebeca e Jota Cê *~ said...

E assim continuamos nossa vida, escutando nossas histórias.

Beijo grande, Maria.

Rebeca

-

3:52 da manhã  
Blogger Patrícia said...

A vida é um livro, e cada um tem a possibilidade de escrever o que quiser. Parece que as tuas páginas saem em poesia. E que bem que me parecem!

Beijinhos Maria=)
Patrícia

5:48 da tarde  
Blogger Lmatta said...

muito belo como sempre
beijos

6:44 da tarde  
Blogger Contracena said...

Olá Maria Mamede.
..., não pode ter título..., ainda está a ser escrito.

Como sempre, gostei muito!

Beijo.

7:39 da tarde  
Blogger Graça Pires said...

Escrever um livro verso a verso, letra a letra, dia a dia. Será um livro com memórias de fogo...
Um beijo.

9:29 da tarde  
Blogger elvira carvalho said...

Vou-te escrevendo um livro
letra a letra
vogais e consoantes
da memória
contando, dia a dia
nossa estória
nas vidas que temos
por viver!...

E felizes dos que têm estória para viver, e não se perdem no marasmo da solidão partilhada.
Um abraço

12:50 da tarde  
Blogger Bichodeconta said...

Delicioso poema, letras entrelaçadas, palavras que se adentram em nós..Parabéns Maria..É sempre tão bom passar por aqui..Um beijinho, bom final de semana..

1:52 da tarde  
Blogger Meg said...

Querida Maria Mamede,

Depois de uma ausência forçada - o portátil cansou-se - cá estou a ler-te, como sempre com muito prazer, apenas com alguma pressa.
Mas a partir de agora retomarei o meu ritmo.

Um beijo

4:41 da tarde  
Blogger Maria Faia said...

Minha querida Amiga,

E, este livro, o livro do teu viver e sentir, terá a chama da alma de quem sente e vive. Terá inserto em cada palavra ou em cada imagem, o dom da pureza do sentido, ainda não desvirtuado porque só teu.

Um beijo amigo com votos de um excelente fim de semana,

Maria Faia

4:53 da tarde  
Blogger ~*Rebeca e Jota Cê *~ said...

Maria Mamede,

Você que é uma querida, menina linda.

Feliz dia do amigo!

Beijo grande.

Rebeca

-

10:58 da tarde  
Blogger avlisjota said...

Olá muito belo o seu poema!
a historia que vivemos, a que imaginamos, desejamos, criamos...

Beijos!

José M. Silva

7:14 da tarde  
Blogger Parapeito said...

que seja uma bonita história com um final feliz.

7:11 da tarde  
Blogger Cris said...

María, encántame a túa poesía! xa non deixo de te ler :*

10:47 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home