terça-feira, outubro 26, 2010

A CASA SILENTE

Do livro acima, cujos poemas não têm título, deixo-vos um dos últimos.



Tal como os livros
a casa tem alma;
uma alma branca, livre
apesar de só à casa pertencer
e passeia-se por ela;
só eu consigo vê-la
e ser vista
e com ela travar diálogos
de almas
que não têm mais nada
para fazer…
por vezes, as almas dos livros
vêm juntar-se a nós
e contamo-nos coisas
intermináveis…
no entanto, quando alguém se aproxima
voltamos todas
aos nossos lugares
embora saibamos que ninguém
nos pode ver.
Hábitos antigos!
E logo voltamos às conversas
de antes
mal se oiça
a porta a fechar…
falamos dos donos
presentes e passados
e preocupámo-nos
com os futuros
e o seu possível amor
pela casa e pelos livros.
Por isso
raramente nos deixamos ver
a não ser por certas almas
tão brancas, tão transparentes
como nós
só que ainda usam “fato”…
e quero dar-vos um conselho:
- quando entrarem numa casa
silente, como esta minha
não se esqueçam de falar
com elas, mesmo só em pensamento
não vá acharem-vos loucos
e peçam-lhes
para usar o que nela existe;
e verão que tudo
mesmo tudo
sorrirá para vós!...

Maria Mamede

5 Comments:

Blogger Graça Pires said...

Sabemos que os livros têm alma. E as casas também. Casas onde se cruzam vozes ou silêncios enquanto um clima variado nos passa nos olhos...
Um beijo.

12:28 da tarde  
Blogger Filoxera said...

Claro! Até com as plantas se pode falar...
beijinhos.

6:14 da tarde  
Blogger Aquarela said...

Sim Maria... a casa tem alma... por isso nunca estamos sós, ainda que por vezes a solidão se engane... e pense que é dona e senhora da nossa casa.

Um grande beijinho

10:58 da tarde  
Blogger Aquarela said...

Maria... eu não disse o principal: que adorei este poema! E que reconheci esta "casa silente".

beijinhos

11:03 da tarde  
Blogger Patrícia said...

Olá, Maria. Os livros dizem-me muita coisa, especialmente porque sempre foram os meus melhores amigos e o meu refúgio da realidade.
Comecei uma nova aventura denominada "Lugar Intemporal". Gostaria do teu apoio e das tuas palavras sempre carinhosas. Conto contigo.

Beijinhos
Patrícia=)

1:05 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home