segunda-feira, abril 02, 2007

AOS MEUS FILHOS

Vós que brotastes de mim
como da terra uma flor
fazei da vida um jardim
e adubai-o com amor

Vós que vivestes no espanto
dum querer bem sem medida
na dor, dai largas ao pranto
que lava a mágoa da vida

e 'inda que doa cá dentro
do peito em mágoa a saudade
não espereis de mim um ai

Filhos meus, velas ao vento
criei-vos prá liberdade
e dei-vos asas; Voai!...


Maria Mamede


(in Banalidades)

7 Comments:

Blogger A.S. said...

Céu alto, além, eternidade.
Céu largo de infinita liberdade.
Céu azul sem sinal de amarguras.
Céu onde pairam seguras
bem longe da tempestade
os sonhos e as loucuras
que vencem as leis da gravidade!...


Os nossos filhos podem voar até ao infinito!...

Um abraço para ti minha amiga!

4:54 da tarde  
Blogger Maria said...

Que bonita essa forma de dar asas aos teus filhos, essa liberdade que têm de voar...
... ainda que a gente goste de os ter pertinho de nós...
Mas sem dúvida que a melhor forma que temos de os amar é dar-lhes toda a liberdade de viverem a sua própria vida.

Um beijo, grande, amiga

5:11 da tarde  
Anonymous Bárbara (BB) said...

Tão linda!
É bonita essa consciência de que alguma forma os filhos não são nossos.
BEIJO ENORME!

5:31 da tarde  
Blogger Cusco said...

Olá! Aproveito para deixar os votos de uma Santa e Feliz Páscoa!
O texto que acabei de escrever tem por objectivo homenagear todos os meus familiares: Os vivos, os mortos e os que estão por nascer ainda. O mundo é muito, muito pequeno.. … quem sabe se esse cheiro a flores não te persegue e protege a ti também….Para Sempre!!!
Até breve
SE DEUS QUISER

4:41 da tarde  
Blogger bom dia isabel said...

"Filhos meus, velas ao vento
criei-vos prá liberdade
e dei-vos asas; Voai!..."

Um terceto que sintetiza muito bem o rumo que devemos seguir na educação dos nossos filhos. Criá-los para a liberdade,prepará-los para a vida, desfraldando velas, seguindo a rota que entendem ser a sua.
E parece tão fácil fazer um poema assim!
Maria, tu tens no sangue, na alma os condimentos adequados para versejar e encantar. Como eu gostava de ter disponibilidade para te ir ouvir em Vermoim. E desta vez dirás: " Não chores por mim, não chores..."
Beijinhos, uma noite maravilhosa, a de 7 de Abril e uma Santa Páscoa.

9:43 da manhã  
Blogger Licínia Quitério said...

Amor, Paz e Liberdade para ti e para os teus Filhos.

E a minha constante admiração.

Um beijo.

7:44 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Quando nós somos capazes de voar mas, sobretudo, incitamos e ensinamos os outros a voar, é o sonho que se cumpre e se materializa no desejo partilhado.
Fernando Peixoto

11:37 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home