sexta-feira, setembro 14, 2007

QUEM DERA....(Uma canção para Mariza)

Um dia, um Amigo ofereceu-me vários CDs. e entre eles um de Mariza, cantora/fadista que considero excepcional.
Hoje, ao ouvi-lo uma vez mais, tive de escrever o Poema abaixo, que creio ficaria muito bem na sua voz...quem sabe um dia!...


QUEM DERA

Quem dera pegar na lua
com as minhas mãos de orvalho
e à fé de quanto valho
abraçá-la e guardá-la
no meu peito, onde não moras

quem dera fosse comigo
a lua em todas as horas;

Quem dera a vida me desse
o breve tempo em demoras
e um amor sem ciúme;
e ser lua, ah se eu pudesse
ou se pudesse, ser lume;

talvez a lua eu tivesse
talvez perdesse o ciúme...

Quem dera fosse de sol
esta rua que me veste
esta asa que em mim voa
do nascente ao arrebol
dentro do vento que zoa...

quem dera fosse de sol
esta asa que em mim voa...

Quem dera fosse lamento
este incenso que perfuma
o sol que quero no canto
quem dera fosse o momento
do amor que espero tanto...

quem dera fosse de vento
quem dera fosse meu manto!...


Maria Mamede

37 Comments:

Blogger Sol da meia noite said...

Acho este poema simplesmente encantador!
Transmite doçura... inebria... sinto-me a viajar por onde as palavras me levam...

Muitos beijinhos!!!

10:33 da tarde  
Blogger Belisa said...

Olá :)

Simplesmente maravilhoso!
Acho que se for musicado...
Pode vir a tornar-se
FADO!

Adorei ler a sua poesia
Bonita como uma "brasa"
Para pôr a leitura em dia
Vou voltar a sua "casa"!

Beijos estrelados

11:00 da tarde  
Blogger Meg said...

Quem dera a vida me desse o breve tempo em demoras e um amor sem ciúme; e ser lua...ai se eu pudesse, ser lume...

E também "à fé de quanto valho"...

Quem sabe, Maria??!!!

Beijinhos

11:46 da tarde  
Blogger De Amor e de Terra said...

Olá Sol da Meia Noite!

Obrigada pelas palavras; que bom que nossos sentires são gémeos.

Beijos


Maria Mamede

11:01 da manhã  
Blogger De Amor e de Terra said...

Olá Belisa...

Que o tempo da caminhada
seja de seda ou de linho
e ao voltar a minha casa
seja de flores o caminho!...


Obrigada e um beijo de todas as cores.

11:03 da manhã  
Blogger De Amor e de Terra said...

Olá Meg; Obrigada pela escolha dos versos...
há coisas que surgem na nossa mente (ou será no nosso coração?) e que simplesmente temos de colocar no papel, ainda que virtual!

Beijos e bom fim de semana.

Maria Mamede

11:05 da manhã  
Blogger Sophiamar said...

Quem me dera ser lua...e quem me dera ser lume...

Um e outro, a lua e o lume são essenciais nas nossas vidas. Não são a Terra e a lua amigas inseparáveis? Não é o lume uma condição essencial para que haja vida?

Não é a poesia um elemento fundamental na tua vida, nas vidas de quem te visita?

Quem dera que a Mariza te visitasse, te lesse ou que, até ela, chegasse este teu desejo.

Beijinhos mil, doce amiga do Douro, do Lume, da Lua...

11:41 da manhã  
Blogger De Amor e de Terra said...

Olá minha Isabelinha, bom dia!!!
Obrigada Amiga e que assim seja!


Beijo


Maria Mamede

12:26 da tarde  
Blogger Belisa said...

Olá

Agradeço suas palavras
digo a Deus em oração
o que escreve nesta "casa"
me toca no coração!

Beijinhos estrelados

11:26 da tarde  
Blogger C Valente said...

Talvez alguem olhe e veja que temos aqui uma bela canção ou quem sabe um fado
Saudações amigas
Bom fim de semana

12:19 da manhã  
Blogger Maria Faia said...

Lindo Maria Mamede,

A tua poesia encanta-nos e a sua doce melodia transporta-nos para mundos sonhados, longínquos e díspares deste pobre em que vivemos.

Obrigado Amiga por partilhares teu encanto.

Beijo Amigo.

12:33 da manhã  
Blogger De Amor e de Terra said...

Belisa,


E que perfeita oração
faz a Deus quem agradece;
Se o faz de coração
não pode haver melhor prece!...

Beijo

Maria Mamede

4:18 da manhã  
Blogger De Amor e de Terra said...

Olá C. Valente, obrigada...
e quem sabe?!



Bj

Maria Mamede

4:19 da manhã  
Blogger De Amor e de Terra said...

Obrigada a ti Maria Faia pelas palavras Amigas.

É bom saber que outros sentires se irmanam com os meus!

Beijo

Maria Mamede

4:21 da manhã  
Blogger Fernanda e Poemas said...

Olá Maria,
lindo o teu poema, concordo contigo, a Marisa tem uma linda vós!
Mas o teu poema não lhe fica atrás.
Muitos êxitos no teu blogue, é o meu mais sincero desejo.

Beijinhos com sabor a mar.

Fernandinha

4:28 da tarde  
Blogger De Amor e de Terra said...

Olá Fernanda, boa tarde!
Obrigada pela visita e pelas palavras.

Beijo e resto de bom domingo.

Maria Mamede

7:10 da tarde  
Blogger Bichodeconta said...

Eu própria já me vejo a trautear este fado que tenho a certeza seria um sucesso. Lindo o poema , obrigada Maria pela partilha.. Um beijinho, ell

7:24 da tarde  
Blogger Carminda Pinho said...

Lindo o poema Maria.
Quem sabe um dia... a Mariza ou outra qualquer voz do bom fado o venham a cantar. :)
Beijinhos

10:19 da tarde  
Blogger Carminda Pinho said...

Já por aqui passou?
http://www.aldinaduarte.com/blog/.

10:23 da tarde  
Blogger C Valente said...

Bom inicio de semana
saudações amigas

12:10 da manhã  
Blogger De Amor e de Terra said...

Olá Ell boa tarde. Obrigada pela visita!
Também acho que realmente seria um Fado estupendo , principalmente na voz daquela Menina!

Um beijo enooorme e boa semana


Maria Mamede

2:06 da tarde  
Blogger De Amor e de Terra said...

Olá Carminda, boa tarde!
Quem sabe Amiga! que eu gostaria muito que fosse Mariza, ai isso gostaria, já que foi escrito para ela...quem sabe?!...

Beijo Amiga e boa semana.

PS.:-queria agradecer o link que me enviou, mas não consegui chegar até ele, não sei porquê.

Maria Mamede

3:19 da tarde  
Anonymous Barão Van Blogh said...

"...Um pássaro de fuligem do pincel cai
De asas abertas inesperado livre vai..."

Desejos de uma boa semana .

7:13 da tarde  
Blogger De Amor e de Terra said...

Olá C.Valente, agradeço e retribuo os votos.


Abraço


Maria Mamede

10:36 da tarde  
Blogger De Amor e de Terra said...

Boa noite Barão e boa semana para si também.


Maria Mamede

10:37 da tarde  
Blogger Maria Faia said...

Querida Amiga,

Não resisti a vir ler e sentir, de novo, este teu maravilhoso poema.
"Quando for grande" quero conseguir exprimir desta forma as minhas emoções...

Uma semana feliz para si.
Maria Faia

12:12 da manhã  
Blogger Maria said...

O poema dava, de facto, um belo fado.
Haja quem adapte a música....

Bonita a tua idéia, Maria Mamede.
Um beijo

1:58 da manhã  
Blogger De Amor e de Terra said...

Olá Maria Faia, bom dia!

Obrigada pelas tuas palavras

Beijos e boa semana

Maria Mamede

6:26 da manhã  
Blogger De Amor e de Terra said...

Olá Menina da "Ilha que cheira bem", bom dia!

Obrigada pela visita e pelas palavras.

Bo semana e beijos


Maria Mamede

6:28 da manhã  
Blogger Sophiamar said...

Bom dia Maria!

Madrugadora amiga, quem dera pegar na lua...para ta oferecer.
Sempre acolhedora a tua casa, que de amor tem tanto para nos dar.

Beijinhos, amiga!

7:40 da manhã  
Blogger Vladimir said...

simplesmente delicioso e encontador, belo poema susceptível de alcançar aquilo que está ao alcance de poucos.

3:00 da tarde  
Blogger De Amor e de Terra said...

Olá minha Isabel, boa tarde;
Obrigada pela vinda e pelas palavras.
Beijos de luz da

Maria Mamede

5:38 da tarde  
Blogger De Amor e de Terra said...

Olá Vladimir, boa tarde!
Fiquei feliz com a sua visita e com as suas palavras.

Um abraço da

Maria Mamede

5:39 da tarde  
Blogger Poeta da Lua said...

"quem dera..." lindo, lindo... e lindo!
é. desejo de tocar a lua...
bem, não é apenas um desejo...
vezes tão infantil...
de sonhos mágicos e
inalcansáveis,
mas que faz meu coração pulsar...
um abraço e até...

9:05 da tarde  
Blogger De Amor e de Terra said...

Olá Poeta da Lua, bom dia!
Obrigada pela visita.
A lua, mesmo sabendo que é algo inalcançável, tem ou pode ter tantas conotações, que por vezes se pode tocar, beijar e guardar cá dentro.

Abraço

Maria Mamede

12:10 da tarde  
Blogger TMara said...

Habituada k estou pela tua, sempre, boa e bela poesia, deixaste-me sem fôlego.
Há uma vibração e uma força ímpar nestas palavras.
Merecem mesmo ser cantadas pela Mariza.
Sem desprimor, k me desculpe quem sentir uma "heresia", acho Mariza tão boa, senão ainda superior à Amália. Algo k parecia impensável tal o nível desta nossa grande fadista.
Bjs amiga.
Sempre em ti a luz e apaz a espalharem-se

1:29 da tarde  
Blogger De Amor e de Terra said...

Olá TMara, boa tarde; obrigada linda, pelas tuas doces palavras.
Quem sabe se um dia ela se encontra com a minha Poesia e gosta!

Beijos e os mesmo votos de Paz e Luz!

Maria Mamede

5:45 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home